O Apoio

A decisão pelo caminho da adoção vai muito além do desejo de construir uma família. 
É estar aberto para um filho que foi gerado em outra barriga e que desta família foi destituído.
Onde a consanguinidade é irrelevante. 
É realizar os sonhos de ser pai, mãe e filho, e onde não faltarão amor e respeito. 
É sentir-se grávida no coração. E desejá-lo, muito!

Essa determinação só se apresenta verdadeira quando muito se conversou, refletiu e buscou informações a respeito. Todavia, isso não basta. Acreditávamos que estávamos preparados quando tomamos a decisão, mas, foi por meio das participações no Grupo de Apoio à Adoção que nos foi abordado os desafios, as dificuldades durante o processo, o preparo emocional dos futuros pais, como também, a troca de experiências entre os que já adotaram com os que estão no caminho da adoção.
Há de se esgotar todas as dúvidas, há que se abrir ainda mais o coração para o significado da adoção diante da realidade encontrada nos abrigos, das crianças aptas à adoção e os perfis idealizados - muitas vezes não condizentes com as que estão em situação de acolhimento.

Vejo, hoje, o quão importante foi - e continua sendo -, participar de um grupo de apoio à adoção. 

Há inúmeros grupos em muitas regiões do Brasil, como o citado abaixo, o qual nós participamos, em São Paulo:

Para saber onde encontrar em outras cidades, A ANGAAD (associação civil, filantrópica, cultural e de amparo aos direitos de crianças e adolescentes) congrega mais de 120 grupos de apoio à adoção. Vale a pena conferir :

  Adotar é nos despir de pré-conceitos, é abrir o coração, o seu lar, a uma criança que tem por direito a garantia de crescer em uma família… Amar e ser amado!


Comentários

Postar um comentário

Seus comentários são bem-vindos!

E Aí Cheguei

E VOCÊ CHEGOU!

Evolução

O Portão

Dar à Luz

Entrando em Ação

Portal de Fogo

Passo A Passo Da Adoção

A Adaptação_P.1

O Encontro!