O Nome


Tudo estava tão claro para mim, pois sei que Pedro é o nosso filho. Mas, bastou ele adoecer para que os meus pensamentos passassem a vigorar com uma certa insegurança. 

Até chegar ao pediatra, me senti culpada por não saber lidar - não sabia que tratava-se de uma potente amigdalite. Me deixou, também, em estado de alerta quando estivemos no laboratório quando ao ser chamado para os exames, pronunciaram o sobrenome de sua mãe biológica. Houve um certo constrangimento. E Pedro me olhou não entendendo que se referia a ele.
Carregava em minha bolsa uma pasta com a Carta de Guarda Provisória, a sua Certidão de Nascimento e o R.G. (com o nome da mãe que o gerou), como documentos probatórios. Tive que apresentar estes documentos ao pediatra, para o plano de saúde e para as matrículas na escola e academia. 
Porém, era embaraçoso quando ouvíamos o sobrenome ser anunciado ou ao perceber um olhar investigativo sobre mim quando apresentava nossos documentos em aeroportos, hotéis, estradas,…

Era como se, nesses momentos, ele não nos pertencesse. 
Expliquei a ele que estava tudo certo e em breve não o chamariam mais assim. 
E contei como ele será chamado. 
Isso faz parte quando se tem a guarda provisória.  

Após 5 meses com a guarda de Pedro, fomos chamados ao fórum, onde o juiz proferiu a sentença de adoção, determinando a lavratura do novo registro de nascimento. Ou seja, uma semana após, fomos Pedro e eu ao cartório retirar a nova certidão de nascimento. Com o nosso sobrenome. Me senti segura. Me senti ainda mais mãe! 

Sei que é só papel
Mas, tais letras 
tem um valor 
Ao formar uma família
Elas impregnam de Amor!


Comentários

E Aí Cheguei

E VOCÊ CHEGOU!

Evolução

O Portão

Dar à Luz

Entrando em Ação

O Apoio

Portal de Fogo

Passo A Passo Da Adoção

A Adaptação_P.1

O Encontro!